Blog

Tanatocracia e Necrocracia

Tanatocracia e Necrocracia

Tanatocracia – ou necrocracia – é, efetivamente, o governo dos mortos. Exatamente o que a Coréia do Norte vem a ser. Governada pela dinastia Kim desde o seu estabelecimento, em 1948, estando agora em seu terceiro mandatário, o mais jovem a assumir o comando da República Popular Democrática da Coréia, Kim Jong-un (que atualmente, especula-se, deve ter entre 33 e 35 anos, tendo assumido o controle do país quando seu pai, Kim Jong-il, morreu, em 2011), na verdade o seu fundador – o primeiro ditador, Kim Il-sung – permanece como o seu regente máximo, apesar de ter morrido há vinte e quatro anos.

Foi Kim Il-sung que idealizou o Juche, uma espécie de versão norte-coreana do comunismo, e é pelos princípios e pelos regulamentos do Juche que a sociedade norte-coreana vive. Kim Il-sung foi o mandatário político não-monárquico com o mais longo mandato do século 20, tendo governado a Coréia do Norte por quarenta e seis anos, desde o seu estabelecimento, em 1948, até a sua morte, em 1994. Quatro anos depois de morrer, Kim Il-sung foi agraciado como regente vitalício da pátria, com o título de Presidente Eterno da República, abolindo a "presidência", um cargo que, de qualquer maneira, era apenas nominal. Kim Il-sung sempre foi um ditador.  

O culto de personalidade estabelecido em redor do "grande líder" tornou-se considerável, e molda diversos aspectos da vida do norte-coreano comum. Existem, aproximadamente, mais de cinco centenas de estátuas de Kim Il-sung pelo país; como em qualquer estado comunista, a estadolatria prevalece, substituindo as religiões convencionais, que são extremamente desestimuladas – coercitivamente, se necessário –, em decorrência do fato de que o estado, e acima de tudo, o seu grande líder, devem ser encarados como os supremos regentes da nação, não uma divindade superior invisível. Em função de seus princípios totalitários, o comunismo possui uma hostilidade inerente às religiões, em especial ao cristianismo, já que não tolera ter sua autoridade questionada. O dia do aniversário de Kim Il-sung, o "grande líder", chamado de Dia do Sol, é o mais importante feriado nacional no pais.

Como se todas estas anomalias não fossem suficientes, o corpo embalsamado de Kim Il-sung, juntamente com o de seu filho, Kim Jong-il, o segundo mandatário da nação, que governou de 1994 a 2011, está em exibição permanente no Palácio do Sol Kumsusan, onde pode ser visto através de uma parede de vidro. Um monumento à idolatria de dois ditadores mortos, que nada fizeram de benéfico pelo seu povo, ao contrário, empenharam-se em escravizá-lo. Por incrível que pareça, Kim Il-sung, apesar de morto, está mais presente do que nunca na vida dos norte-coreanos. 

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.