Blog

Ron DeSantis resiste à ditadura totalitária do coronavírus

Ron DeSantis resiste à ditadura totalitária do coronavírus

O governador da Flórida, Ron DeSantis, foi um dos pouquíssimos políticos que não se rendeu ao covidianismo, nem escravizou a população do estado, pois não permitiu que os cidadãos fossem subjugados à força pela ditadura totalitária do coronavírus.

Desde que a ditadura global de patologização da sociedade teve início — em março de 2020 —, a vida na Flórida segue basicamente dentro dos padrões da verdadeira normalidade. Não houveram lockdowns, quarentenas e nem exigência de uso obrigatório de máscaras.

É claro que infelizmente isso pode mudar em breve. Ninguém fica no cargo de governador para sempre. Ron DeSantis pode conseguir se reeleger por mais um mandato, mas e depois?

Ele pode muito bem acabar sendo substituído por um covarde submisso que seguirá a cartilha politicamente correta do covidianismo. Infelizmente, é real o risco de Ron DeSantis ser sucedido por um ditador linha-dura que vai tentar obrigar todos os cidadãos do estado da Flórida a serem servos obedientes e submissos da ditadura do complexo industrial-farmacêutico.

Por isso é tão importante a sociedade civil se armar e aprender a defender as suas liberdades. Uma população armada pode preservar os seus direitos naturais, estando assim plenamente capacitada para se resguardar e se proteger da tirania do estado onipotente.

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.