Blog

Lula está ou não inelegível?

Lula está ou não inelegível?

O Líder da ORCRIM poderá ou não disputar as eleições este ano?  

Depois do julgamento de Lula no TRF-4, Lula tecnicamente ficou inelegível para disputar as eleições, pois se tornou um ficha suja, ficando completamente impossibilitado de concorrer ao mais alto cargo do executivo. Não obstante, devemos levar em consideração o fato de que não mais vivemos sob a égide do império das leis, mas de uma democracia representativa de fachada, onde quem de fato detém o poder são magistrados de índole questionável, movidos por interesses escusos, que claramente jogam contra os interesses da população. O presidente Michel Temer exerce a governança de jure, mas é a juristocracia do STF quem governa, de facto, a nação brasileira. E os interesses do STF são todos antidemocráticos, antirrepublicanos e antiéticos. Obedecem a um projeto de poder, que tem por objetivo levar o Brasil à plenitude de uma ditatorial escravidão socialista. Não existe constituição, tampouco leis no Brasil, mas a interpretação “pragmática” do STF, de acordo com o réu a ser julgado, e de suas respectivas circunstâncias.

Recentemente, um dos ministros do STF, Luiz Fux afirmou que a candidatura de Lula seria uma completa e total impossibilidade, por ser ela irresgistrável. Isso foi exatamente o que ele afirmou. Ou seja, Lula, no tocante à presidência da república, seria uma carta fora do baralho. Pouco depois, no entanto, Fux mudou completamente o seu posicionamento, afirmando que Lula poderia se candidatar, caso requeresse uma liminar junto ao STJ. Afirmou que este procedimento é comum, e que muitos políticos ficha suja conseguiram se candidatar e se eleger através deste ofício. Ou seja, esta liminar é uma maneira legal de burlar a lei. Nada mais assumidamente brasileiro do que isto: criar uma lei para burlar outra lei.

Não obstante, há cinco dias atrás, Fux afirmou que pretende rever, juntamente com os demais magistrados, a viabilidade deste recurso jurídico, sem citar especificamente nenhum candidato. O PT está irredutível quanto a candidatura do criminoso condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, além de ser réu em outros processos, e enfrentar acusações por muitos outros crimes. Não obstante, Fux deu a entender que a finalidade da Lei da Ficha Limpa, com sua imposição de vetar candidatos acusados de corrupção, deveria prevalecer sobre quaisquer outros entendimentos legais, e afirmou que esta liminar que pode deferir a candidatura de Lula terá de ser revista.

O movimento pró-corrupção, no entanto, não irá descansar enquanto Lula e o PT não exercerem um domínio totalitário sobre a nação. Recentemente, Lula marcou caravanas pelo sul, na eminência de sua possível prisão. Com a flexibilidade de leis que são livres para contradizer outras leis, fica mais do que evidente que, no Brasil, não existe lei alguma. O que existe é a interpretação absoluta do STF, um tórrido e egocêntrico tribunal bolivariano, que parece governar por decreto, e que esta sutilmente inserindo sobre a população um regime de governo ditatorial.

Ainda que Fux pareça estar inclinado a atender aos requisitos básicos da Lei da Ficha Limpa – isto é, fazer com que ela cumpra o seu objetivo original –, é interessante notar que seu mandato no STF termina no dia 14 de agosto, um dia antes da data limite para o registro das candidaturas dos presidenciáveis. Será isto apenas uma grande coincidência?

Evidentemente, existem intrigas, autoritarismo e terrorismo partidário da ordem mais elevada nas repartições públicas de nível federal, que obedecem a interesses escusos, e atendem às peremptórias demandas de um insólito e radical projeto de poder, cujos representantes infiltrarem-se em todos os segmentos da esfera pública nacional. No entanto, a maior parte da população não consegue ver o problemático quadro político que está se formando sobre o país, e que poderá desembocar na pior das crises que já vivemos, com uma série de agravantes sendo desencadeados.

Lindbergh Farias e Gleisi Hoffmann muito em breve serão enquadrados pela Comissão de Ética do Senado, por incitarem à militância petista à desobediência civil. Desesperados pelo poder, o deus que tanto idolatram, a escória imunda quer transformar o Brasil em uma ditadura a todo custo. O sórdido totalitarismo maligno a que servem está sendo meticulosamente implementado em território nacional, e atingirá o apogeu em uma proporção de consequências dramáticas e devastadoras – queira Deus que em uma guerra civil libertadora –, que viu no decorrer de um projeto totalitária gradualista a implantação de um paradigma político cujo objetivo é a escravização do povo brasileiro. Foi exatamente nesta armadilha na qual caíram os venezuelanos.   

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.