Blog

Lindbergh Farias, o carrapato do PT

Lindbergh Farias, o carrapato do PT

Lindbergh Farias é um parasita comunista e um criminoso depravado, que vive garbosamente às custas do contribuinte, e constantemente trabalhando contra o desenvolvimento da nação e dos direitos civis. Recentemente, quando a Comissão do Senado aprovou o uso e a posse de armas de fogo para moradores da zona rural – o que seria um grande avanço e uma formidável conquista para quem vive no campo, um lugar que o poder defensor do estado raramente alcança – o petista fez questão de indeferir o decreto. O motivo é mais do que evidente. Ele pretende proteger os criminosos do MST, que praticam atos terroristas em fazendas nos quatro cantos do país. Entre os diversos objetivos da Pátria Grande, está a destruição da produção agrícola, para provocar escassez de alimentos, e deliberadamente matar os brasileiros de fome. 

O PT é uma organização criminosa, um sindicato de terroristas e um prostíbulo de militantes depravados adoradores de tiranos. Não devemos ficar surpresos por odiarem a população, e tentarem, a todo custo, de todas as formas e maneiras possíveis, sabotar a nação. Eles lutam, lutaram e continuarão lutando pela consolidação do seu tirânico projeto de poder comunista. E, se para isso tiverem que matar quem ficar no caminho deles, eles irão fazê-lo, sem o menor remorso, arrependimento ou escrúpulo. Como elite governamental, eles pretendem se perpetuar no poder, e ter uma legião de escravos – nós – adorando-os, servindo-os e sustentando-os indefinidamente. Depois, quando começarmos a matá-los, um a um, eles terão a desfaçatez de se perguntar o porquê de tanta "barbárie" e "brutalidade", como se não fossem displicentes criminosos egocêntricos, que fazem o possível e o impossível para nos destroçar diariamente. A verdade é que a paciência da população tem um limite. Mas eles não estão levando isso em consideração. E uma hora, a corda, de tão esticada que está, irá arrebentar. Quando a revolta popular estourar, os cidadãos brasileiros se sentirão saciados apenas quando o sangue da classe política estiver escorrendo entre seus dedos. 

Lindbergh é mais uma peça de xadrez no grande tabuleiro da ensandecida sede de poder da extrema-esquerda brasileira. Sob a falsa prerrogativa de estar preocupado com a segurança da população, ele se manifesta contra o porte de armas para moradores da zona rural. Este é um objetivo deliberado da Pátria Grande: garantir que o estado tenha o monopólio da violência. Isso facilitará a repressão estatal, pois a polícia única bolivariana não encontrará resistência para as agressões que praticará, em nome do totalitarismo comunista.

Como todos aqueles que são cúmplices deste depravado e ensandecido projeto de poder, Lindbergh Farias precisa morrer. Urgentemente. Uma coexistência pacífica entre a classe política e os cidadãos comuns é completamente impossível. Ela simplesmente não tem como existir. Eles tentam nos destroçar e nos destruir através da vulnerabilidade extrema diariamente. Precisamos exterminar todos eles. Ou acabamos com eles, ou eles acabarão conosco. Não há possibilidade de conciliação, não há alternativa. Precisamos urgentemente reunir a população, e começar o extermínio da classe política. Se o exército brasileiro não é patriótico o suficiente para dizimar esta gente nefasta e nociva, e extirpar em definitivo este grande mal da nação, está mais do que na hora de tomarmos a resolução do problema em nossas próprias mãos, e executá-lo por nossa iniciativa, mesmo que isso exija derramamento de sangue. Pelo bem de nossas famílias, do cidadão brasileiro, da ordem, da nação de forma geral.     

 

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.