Blog

As consequências nefastas da Quarentena e do Lockdown

As consequências nefastas da Quarentena e do Lockdown

Depois de meses de paralisação da atividade econômica, podemos afirmar categoricamente que o custo humano do lockdown e da quarentena foi o de cem milhões de pessoas jogadas para a extrema pobreza.

Tudo isso por um vírus que mata menos de 1% dos infectados.

O mais estarrecedor de toda essa situação, no entanto, foi observar como uma grande parcela da população simplesmente obedece a classe política sem fazer qualquer tipo de questionamento. A GESTAPO manda e o gado simplesmente obedece.

Como é possível condicionar seres humanos adultos — que tecnicamente deveriam estar no pleno controle e no franco exercício de suas faculdades mentais — a uma doutrinação tão severa?

A lavagem cerebral de determinadas doutrinas e ideologias políticas que defendem poder irrestrito para o estado foi tão insana e aplicada sobre a população geral de forma tão absurdamente intensa que as pessoas realmente passaram a acreditar que está tudo bem o governo se resguardar o "direito" de exercer poderes plenipotenciários e tirânicos sobre toda a população proibindo os cidadãos do seu direito natural de ir e vir, de trabalhar, de sustentar a família e de ganhar a vida.

As pessoas continuaram complacentes mesmo depois que diversos cientistas — como Michael Levitt — afirmaram categoricamente que medidas insanas e criminalmente restritivas como o Lockdown NÃO TEM BASE CIENTÍFICA NENHUMA.

No Brasil 700 mil empresas faliram e 9 milhões de pessoas — até o momento, esse número infelizmente ficará ainda maior — ficaram desempregadas.

Infelizmente parece que a grande maioria das pessoas não sabe que a maior parte da população não é rica. Se o pobre não trabalhar hoje, ele não tem o que comer amanhã.

É triste observar como seres humanos adultos — completamente destituídos de suas faculdades mentais e intelectuais — absorveram de forma contumaz e irreversível o pânico e a histeria disseminados pela mídia e pela classe política. É muito mais triste, no entanto, que essas pessoas não tenham discernimento para observar os reais interesses que existem em um plano tão nefasto e sórdido como esse.

Como cordeirinhos dóceis e obedientes, essas pessoas simplesmente obedecem à classe política e aos "especialistas" de plantão sem nenhuma consideração pelas consequências da maior destruição econômica da história da humanidade. E o pior, são incapazes de perceber o plano nefasto e maligno que existe por trás disso, e como centenas de milhares de pessoas estão morrendo em consequência da quarentena e do lockdown. 

E em sua incomensurável ingenuidade, as pessoas que apoiam essas medidas continuam achando que isso tudo "vai passar" e o mundo voltará a ser o que era antes. Na verdade, elas não tem ideia de que todo o pesadelo está apenas começando. 

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.