Blog

Átila ainda acha o "autoritarismo necessário"?

Átila ainda acha o \

 

No início do ano, o famoso youtuber Átila Tamarindo escreveu um artigo intitulado "Autoritarismo necessário: Ou será preciso calar as vozes antivacina ou tornar a vacina compulsória." — que nós satirizamos aqui. Hoje, o passaporte nacional de subordinação será votado na câmara dos deputados. Em uma votação anterior — uma votação meramente simbólica —, os congressistas aprovaram o certificado de imunização por setenta e dois votos a zero. É muito provável que esse resultado se repita na votação de hoje. Enfim, conforme o autoritarismo covidiano avança, a ditadura sanitária fica a cada dia mais tirânica e mais opressiva. Átila deve estar adorando. 

Átila Tamarindo, como youtuber, não foi capaz de fazer outra coisa a não ser difundir um alarmismo desproporcional com relação ao coronavírus. Agora, ele não quer que a crise sanitária termine. Afinal, sua fama depende dela. Ele precisa da crise do coronavírus para permanecer relevante. Se a falsa pandemia subitamente terminasse, ele voltaria a ser apenas mais um youtuber entre tantos outros, e perderia a efêmera importância que ele conquistou para a mídia mainstream. Portanto, ele sempre irá explorar a desgraça a seu favor, fazendo de tudo para que ela pareça muito pior do que realmente é.    

Como qualquer oportunista, Átila identificou um determinado segmento aonde ele podia fazer sucesso, e mergulhou com tudo nele. Agora, ele precisa exercer a sua nefasta, porém limitada criatividade, para parecer um ativista nobre, gracioso e altruísta — um herói sensível e bondoso promovido pela igualmente benévola e sensata mídia mainstream —, que faz de tudo para tentar salvaguardar as pessoas de um vírus, cuja taxa real de letalidade é inferior a 1%.   

Como o legítimo ignorante que é, Átila Tamarindo não cansa de passar vergonha e de estar errado sobre uma vasta miríade de assuntos. Mais recentemente, ele passou vergonha ao falar sobre criptomoedas. Se consegue passar vergonha falando à respeito de assuntos que aparentemente domina, não há dúvida nenhuma de que — ao debater sobre uma questão tão complexa —, Átila não poderia fazer outra coisa senão demonstrar a mais colossal e pertinaz ignorância sobre esse tema. É ostensivamente evidente que o youtuber não passa de um oportunista que está sempre em busca de uma chance para aparecer e se promover. 

Em breve, Átila será esquecido, e se tornará apenas mais um entre centenas de youtubers; não obstante, ele foi esperto ao capitalizar em cima de sua fama meteórica, porém efêmera — destinada a desaparecer. Difícíl será esquecer o estrago inenarrável que o insuportável, irracional e antiético alarmismo oportunista dele causou na economia, e — acima de tudo — na vida de milhões de brasileiros. 

Leia outro artigo que escrevi sobre ele aqui

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.