Blog

Degustação de Illuminatis reptilianos no café da manhã da nova era

Degustação de Illuminatis reptilianos no café da manhã da nova era
Depois do apogeu só resta a queda. Nenhum império pode durar para sempre. O comunismo já teve seu apogeu e sua queda. O que vemos hoje não tem mais nada a ver com o comunismo do passado. Vivemos o fim do apogeu da Nova Ordem Mundial, que se utilizou do comunismo como meio e também está utilizando o Islã. Eles tem, sim, seus planos globalistas, cada um deles tem o seu. Mas foram corrompidos. Estão todos a serviço de um mesmo chefe. 

Falar sobre a Nova Ordem Mundial não é fácil. Assim como todas as coisas desconhecidas são sempre cercadas de mistérios e teorias, a NOM também é. Sempre que se fala sobre isso logo vem à cabeça de muitos a ideia de 'Teoria da conspiração'. Sim, existem muitas teorias da conspiração, especialmente aquelas tão absurdas que não poderiam ter outra finalidade senão a de desacreditar sua própria existência. A NOM, além de ser real, é muito mais simples do que parece. Trata-se apenas de um plano de governo mundial, que nada tem a ver com alienígenas ou seitas macabras de adoração à coruja da Baviera em florestas de sequoias gigantes no norte da Califórnia. (Mesmo que muitos de seus membros possam, eventualmente, adorar tal porcaria).

A NOM não atingiu o que queria, e não vai mais. Seu apogeu passou e agora estão em queda livre. Otan, ONU, Banco Mundial, União Europeia, estão todos caindo. Antes que venham aqueles que só conseguem enxergar 15 segundos no futuro dizer que o islã ainda está crescendo na Europa, que o comunismo dominou o Brasil; aviso que essa NÃO é uma conversa para "especialistas" de fim de semana e derrotistas que preferem se sentar e clamar por um milagre militar. Esse texto não é para vocês. Voltem para o futebol.

Globalistas estão reagindo ao desespero da derrota, lutando, como animais que são, pela própria sobrevivência. O islã ainda pode destruir toda a Europa e isso não significa que seu plano ainda esteja em ascensão. Esse é o desfecho que teve que ser apressado devido à queda iminente de perspectivas com relação ao crescimento da direita europeia. Eles pretendiam dominar a Europa tão lentamente que ninguém sequer perceberia. Agora apressaram o passo, e perdendo seus financiadores, logo serão combatidos e derrotados. 

Outra conversa que eu deixo para as rodas mais baixas é aquela em que dizem que nada disso faz sentido porque os planos do islã e do comunismo são tão diferentes que não poderiam estar trabalhando em conjunto. Burros... Deixo uma pergunta: Se são tão diferentes e autônomos, por que então grupos como os feministas que apoiam abertamente o comunismo também reforçam o discurso islâmico da lei Sharia? Não interessa quem vai destruir o mundo, ou como pretendem fazer isso. A única coisa importante é quem vai se apresentar para oferecer a salvação. A NOM, no caso, apareceria com seu Messias para por um fim na bagunça que ela mesma criou. 

Cansados dos comunistas? Nós temos a solução!
Cansados do Islã? Nós temos a solução!

A Nova Ordem Mundial, apesar de estar acima e se utilizando dos idiotas úteis do comunismo e dos terroristas do islã, não deixa de ter, em sua finalidade, muitos traços de semelhança com as ideologias colocadas a seu serviço. Todas visam um estado totalitário e extremamente repressivo. As elites globalistas da NOM, no entanto, vão muitos passos além. quando pretendem utilizar tecnologias extremamente avançadas para controlar a população global (já estão fazendo), além de reduzir massivamente, através da de-população, a quantidade de pessoas a ser governada (também já estão pondo em prática através do aborto, controle de natalidade e da mais pura e simples matança).

Os fins dessa elite globalista não poderão mais ser alcançados. Assim como todos os outros planos de dominação global acabaram fracassando, o da NOM também irá. Isso não quer dizer que os meios utilizados por eles vão cessar imediatamente de combater. Comunistas e muçulmanos realmente acreditam em suas ideologias. Nunca passou pela cabeça deles que estariam sendo utilizados como massa de manobra. Logo, é impossível que simplesmente parem tudo o que estão fazendo. No entanto, tendo cessado o financiamento globalista, eles não tem como durar por muito tempo. Acabarão consumindo suas próprias carcaças.

A roda do tempo não para de girar, e a cada revolução um novo período histórico toma de assalto todas as ideias antigas. Os modernistas foram combatidos pelos impressionistas, que foram combatidos pelos realistas, que foram combatidos pelos barrocos, que foram combatidos pelos renascentistas. Isso nunca vai mudar. Sempre existirá uma ideologia velha pronta para combater com unhas e dentes tudo o que é novo. Esses embates nunca acontecem no apogeu de uma era, sempre em seu momento de decadência.

A NOM acelerou sua destruição quando enxergou um novo período histórico no horizonte. Ele já está sendo combatido, nós estamos. Mas ninguém poderá deter o progresso. Junto com essa nova geração virá uma nova cultura, novo movimento artístico, novas tecnologias, e novos pensamentos. Não existe uma nova geração conservadora/liberal exclusivamente brasileira. Essa nova geração é um fenômeno mundial. 

França, Brasil, Estados Unidos, Polônia, Holanda, todos estão experimentando uma reação que não existia alguns anos atrás. A mudança de pensamento não é mérito nosso, ela está vindo de algum lugar. Em algum lugar existe um livro onde o progresso foi determinado previamente. O erro dos historiadores foi sempre acreditar que o homem é o agente histórico da transformação, quando, na realidade, uma enorme sucessão de fatos incontroláveis e imprevisíveis foi quem sempre ditou nosso destino. Aceitem ou aceitem. Pode haver nas engrenagens do tempo um dente quebrado que sempre nos leva momentaneamente a um período ruim, mas que, invariavelmente, é superado por tempos de bonança para a humanidade.
 
Autoria do texto: Sga Brewer, Direita Alternativa Brasil

Compartilhe esse texto:

Sobre Mim

Sobre Mim

O Ultraconservador é um reacionário cristão antissocialista, anticomunista, antimarxista e antiestatista. Um indivíduo sem medo do establishment socialdemocrata ditatorial, corrosivo e totalitário. É colaborador de periódicos (jornais e revistas) e portais eletrônicos do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.